Os altos níveis de colesterol no sangue são um dos muitos fatores de risco para graves problemas no futuro, pois o excesso de colesterol pode aumentar as chances de desenvolver doenças cardíacas, derrame e hipertensão.

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) confirmam que as doenças cardiovasculares (DCV) representaram mais de 30% dos óbitos no mundo e em países em desenvolvimento, como o Brasil, atingiram mais de três quartos das causas de morte.

Em adultos, geralmente o excesso de colesterol no sangue está associado à obesidade, alimentação inadequada e falta de exercícios físicos.

Mesmo quem não costuma comer muitos alimentos industrializados e gordurosos pode ter problemas com o colesterol. Além desses fatores, a hereditariedade pode determinar um colesterol alto mesmo em pessoas de hábitos saudáveis.

O controle e tratamento das DCV e seus fatores de risco envolvem, além da prescrição medicamentosa, mudanças no estilo de vida, como a prática de atividade física e a adoção de uma alimentação adequada e saudável, baseada na ingestão de alimentos in natura ou minimamente processados.

Karine Fernandes, Nutricionista